UFC

Vídeo: Luta completa UFC 217 – Michael Bisping vs. Georges St-Pierre

A luta começou com os dois lutadores sendo cautelosos e sem se expor muito. St-Pierre mantinha a luta em pé, aplicando jabs, enquanto Bisping se movimentava e buscava chutes altos, além de tentar entrar e sair do raio de ação do rival. O canadense atuava na área do campeão, não indo para a luta agarrada, e conectava mais golpes que BIsping. O campeão atuava no contra-ataque, porém, acuado na grade, acabou sendo derrubado faltando um minuto para o fim do round, mas levantou-se rapidamente. Nos segundos finais do round, um chute rodado de Georges St-Pierre abalou Bisping, que cambaleou, mas apoiou-se na grade para não cair. O inglês foi em desvantagem para o seu córner no intervalo.

Confiante com a boa performance no round anterior, St-Pierre voltou para a luta soltando chutes e novamente acuando o inglês na grade. Bisping se movimentava e soltava jabs, mas o canadense atuava com consciência, principalmente na defesa e na proteção aos golpes do inglês. Na metade do round, no entanto, o campeão conseguiu conectar um bom golpe de direita em St-Pierre, que o absorveu e continuou com a sua movimentação, e conseguiu uma nova derrubada, mas nao teve sucesso em manter Bisping no chão. O inglês levantou-se e voltou a lutar em pé. Nos segundos finais do round, o inglês conectou melhores golpes, mas sem força o suficiente para abalar St-Pierre.

No terceiro round, que demorou mais tempo que o normal para começar por conta da ausência do protetor bucal de St-Pierre, o canadense partiu imediatamente para a derrubada, levando Bisping pela terceira vez para o chão. Desta vez, no entanto, o inglês não conseguiu levantar-se rapidamente, ficando com as costas coladas no chão por algum tempo. Mesmo por baixo, Bisping desferia cotoveladas que abriram um ferimento na testa de St-Pierre. De volta à luta em pé, o canadense sangrava bastante, mas não diminuía o ritmo. Com um cruzado de esquerda devastador, St-Pierre derrubou Bisping, e partiu para definir a luta. Com uma sequência brutal de golpes, ele abalou o inglês e conseguiu dominar suas costas, aplicando um mata-leão justo. Bisping recusou-se a bater, e acabou apagando. Era o fim da era Bisping, e o começo da era St-Pierre no peso-médio do UFC.

UFC 217
4 de novembro, em Nova York (EUA)
CARD PRINCIPAL:
Georges St-Pierre venceu Michael Bisping por finalização aos 4m23s do R3
TJ Dillashaw venceu Cody Garbrandt por nocaute aos 2m41s do R2
Rose Namajunas venceu Joanna Jedrzejczyk por nocaute técnico aos 3m03s do R1
Stephen Thompson venceu Jorge Masvidal por decisão unânime (30-26, 30-27 e 30-27)
Paulo Borrachinha venceu Johny Hendricks por nocaute técnico a 1m23s do R2
CARD PRELIMINAR:
James Vick venceu Joe Duffy por nocaute técnico aos 4m59s do R2
Mark Godbeer venceu Walt Harris por desclassificação aos 4m29s do R1
Ovince St-Preux venceu Corey Anderson por nocaute aos 1m25s do R3
Randy Brown venceu Mickey Gall por decisão unânime (29-28, 29-28 e 29-27)
Curtis Blaydes venceu Alexey Oliynyk por nocaute técnico a 1m56s do R2
Ricardo Carcacinha venceu Aiemann Zahabi por nocaute a 1m58s do R3

Fonte: sportv.globo.com/site/combate/

Imagens: Getty Images

Share this post

ApolloMarcelo

Pai do Ric, Diretor de Arte, Faixa-roxa de Jiu-Jitsu, Matador de Orcs e Administrador de um site sobre MMA 😎

No comments

Add yours